JURO QUE TENTEI – histórias de um ferrado…

R$ 35,00

JURO QUE TENTEI – histórias de um ferrado emocional

LANÇADO!

Fabrício Cunha vem nos presentear com seu novo livro. Uma leitura realista, contemporânea, dinâmica e engraçada sobre os relacionamentos afetivos. Sobretudo os que dão errado. Se é que, não é dando errado, que acaba dando certo…

“Um livro que contará todos os segredos e caminhos certeiros para um relacionamento feliz!
Ah, quem me dera meu bom amigo Fabrício Cunha tivesse escrito um livro desses…
Eu não precisaria pagar nunca mais um de seus almoços e jamais escolheríamos a cerveja por causa do preço.
Este livro sequer passa perto desta mentirosa pretensão.
A verdade é que o mundo é um local complexo demais para se tentar o amor. Uma das histórias de amor mais contadas ao longo dos tempos, terminou em morte após uma única noite de prazer. O amor já dividiu reinos, separou famílias e assassinou amantes.
Mas todos nós, pobres mortais continuamos tentando.
Talvez a tentativa em si nos encante, o erro nos capacite e o breve sucesso anterior à tragédia nos inebrie.
Acho que você vai encontrar um pouco disto nestas páginas.
Fracassos, derrotas, breves sucessos. Histórias de amor que nos fazem gente como muitas outras “gentes”.
Gente que, mesmo não encontrando a utopia da plena e verdadeira felicidade no amor, está mais do que disposto a morrer tentando.
E se não fossem nossos retumbantes fracassos, nossas histórias não seriam as melhores.
E, quer um conselho? Ignore o livro de soluções prontas na estante de cima.
É este aqui que fala a verdade…”

Edy Lins
Músico e amigo

Em estoque

Descrição

JURO QUE TENTEI, histórias de um ferrado emocional

FABRICIO CUNHA

Fabricio Cunha é cronista e contista do cotidiano. Pai da Sophia, do Thiago e da Catarina. Amigo de gente de índole duvidosa. Torcedor do glorioso São Paulo Futebol Clube.

TRECHOS

“Quem não tem uma lista de possibilidades no whatsapp, que atire a primeira pedra”, disse Jesus, o outro.
Já era sexta-feira de uma semana mal sucedida, quando, no meio da novela das nove, constatei minha derrota existencial. Uma semana inteira de trabalho, novela e sono inquieto. Nada de uma cervejinha ou algum beijo na boca.


Ela me olhou, mais baixa que eu. Foi o suficiente pra
eu me perder entre as pastas, os passos e as ideias.
Foi então que, impelido pelo constrangimento do
silêncio, fiz a maior besteira da minha vida: decidi
abrir a boca.
— Oi.
— Olá.
— Eu também trabalho aqui, só que ali.
— Que bom.
— Sou de São José dos Campos e você?
— Daqui mesmo.
— Sou um caipira na cidade.



Contatos do Fabricio Cunha

FACEBOOK
TWITTER
INSTAGRAM
SITE


Lançamento em Recife


Informação adicional

Peso 0.13 kg
Dimensões 13.8 x 20.8 cm